Domingo, 25 de Novembro de 2007

Estabeleceu-se o dia de hoje, 25 de novembro, como Dia Internacional da Não-Violência Contra a Mulher. Passados mais de 20 anos do 'quem ama, não mata', o tema continua atualíssimo, seja na capa da revista 'Veja' em que a mulher do ator Kadu Moliterno resolveu abrir o jogo, seja no fato de que impactada pela atitude radical de André, o seqüestrador do ônibus 499, que saiu do âmbito da agressão privada para ocupar o espaço público, imprensa e sociedade descobriram o óbvio: a violência contra a mulher não acabou e está longe de acabar, porque faz parte de uma cultura de poder ainda não erradicada. De que cultura estamos falando? Da que entende a mulher como ser inferior 'por natureza' e atribui ao homem direitos sobre ela. Infelizmente, ainda é preciso marcar no calendário uma data para combater esse tipo de barbaridade. É um absurdo ter um dia especial para lembrar que as mulheres ainda continuam sendo vítimas de maus-tratos em todo o mundo.

essas mulheres sobreviveram a seus algozes
maria da penha cristina

essas não tiveram 'sorte', foram assassinadas por seus companheiros
gilmárcia sandra camila bárbara cenir salete luciana maria auxiliadora.

No entanto, um tipo de violência contra as mulheres é deixado de lado nestas abordagens: a violência entre lésbicas, um tipo de violência tão ou até mais nefasto que a violência masculina.


em briga de marido e mulher, se mete a colher sim. a lei protege, basta denunciar. saiba aqui quem pode ajudar



Maria Libardoni, diretora-executiva da ONG Agende (Ações em Gênero, Cidadania e Desenvolvimento), chama a atenção para os casos em que o homem mata como se fosse por 'lealdade' a outros homens. 'É como uma confraria, eles têm de se mostrar fortes, confirmar a dominação. Conhecemos casos de mulheres de desembargadores e de prefeitos que apanham dos maridos em casa', exemplifica.

Fernando Acosta, psicólogo, explica: a violência é tão corriqueira que muitos homens não a identificam. É uma geração que foi criada para não levar desaforo para casa.

No mundo:
- estima-se que sete em cada dez mulheres vítimas de homicídio foram assassinadas por seus próprios companheiros, subjugadas à vontade masculina ou mutiladas em nome de costumes milenares.

- 1 bilhão de mulheres do mundo, ou 1 em cada 3, já foram estupradas, espancadas ou sofreram algum outro tipo de violência.

No Brasil:
- a cada 15 segundos uma mulher sofre algum tipo de agressão. Em compensação, essa mesma mulher leva de 10 a 15 anos para denunciar o seu algoz, acuada por medo, vergonha ou, seja lá o que for.

- 7 milhões de brasileiras acima de 15 anos de idade já foram agredidas pelo menos uma vez

- só em 2005, os hospitais do Sistema Único de Saúde receberam 8.464 casos de mulheres agredidas no País.

- o estado de Pernambuco registra um dos cenários mais alarmantes, com 193 mortes desde janeiro deste ano, mas o fenômeno é nacional.


(de Caio Tezoto, este outdoor foi feito para o XV Prêmio Central de Outdoor 2006, cujo tema era: "Violência contra a mulher, isso tem que acabar.")



publicado por star às 05:40 | link do post | comentar

19 de agosto

posts recentes

prince: ícone gay no pass...

recuperado está

o que é: homofobia interi...

j. edgar hoover e clyde t...

trevor project e daniel r...

arquivos

Agosto 2010

Novembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

tags

* cronologia do movimento gay

* retrospectiva 2007

* retrospectiva 2008

a homossexualidade no decorrer da histór

citando

colírio

definindo

depoimentos

direitos e leis

divulgando datas

divulgando eventos

divulgando organizações e ongs

ela e ela

fatos e fotos

feministas

filme e pipoca

homossexuais célebres

livro e abajur

música e sexualidade

musicando estrelas

o que é

poetando

quadrinhos e revistas gays

sombra e luz

sussurros...

vídeos e comerciais

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds