Domingo, 22 de Fevereiro de 2009
o ator Roberto Benigni defende gays e música sobre ex-gay causa polêmica

Roberto Benigni

Durante a abertura do ‘Festival de Música de San Remo’, na Itália, que é editado anualmente todo fevereiro e é um acontecimento cultural muito importante nesse pais, o ator italiano Roberto Benigni fez um discurso defendendo os direitos gays. Benigni subiu ao palco e leu um texto do escritor gay Oscar Wilde. Depois da leitura, o ator deu uma declaração emocionada: 'Perseguidos, torturados e assassinados em campos de concentração. Sabe por quê? Porque amavam uma pessoa do mesmo sexo'. A platéia aplaudiu o discurso de pé.

Giussepe PoviaPor outro lado, a música ‘Luca era gay’, inscrita no festival, cuja letra fala de um ex-homossexual que se ‘curou da doença’, vem causando indignação e mobilização por parte de muita gente. Escrita por Giussepe Povia que se diz ser homossexual 'reconvertido', que justifica o fato de ter abandonado a homossexualidade pela propagação do vírus da Aids entre os gays nas sociedades ocidentais, mas que para muitos não passa de um fanático católico, que quer aproveitar o festival para difundir suas idéias extremistas.

Várias associações homossexuais já expressaram repúdio ao cantor Povia, que assegura que uma pessoa não nasce, mas se torna gay. O cantor explica a sua teoria: ‘Meus pais se separaram quando eu era pequeno e meu pai saiu de casa. Fiquei sozinho em um ambiente feminino, brincava de boneca. Engana-se quem pensa que uma pessoa nasce gay. Você se apaixona por um homem porque é isso que você gostaria de ser’.

Como a própria história que narra na música, o próprio Povia confessa que, após anos se considerando homossexual, se casou com uma mulher, Teresa. Por quê? Ele também tem explicação: ‘Os homossexuais vivem um frenético nomadismo sentimental. É compreensível, como qualquer outro, buscam algo diferente de si mesmos. Se encontram no outro apenas algo parecido, a relação não pode ser mais que efêmera e compulsiva. Não pode existir estabilidade e fidelidade no mundo gay. Para mim, foi um milagre. Durante uma peregrinação, conheci Teresa e, após um ano de namoro, nos casamos’.

No entanto, a história da canção, e, talvez, do próprio músico, são frutos das afirmações do grupo de tratamentos fundado pelo psicólogo americano Joseph Nicolosi, convencido de que a homossexualidade deve ser curada e de que a relação amorosa entre dois homens ou duas mulheres é passageira.


Acabo de ler:

- Centenas de pessoas, entre elas homossexuais e transexuais, protestaram neste sábado (21/02/2009) no centro de Sanremo contra a canção.
- (22/02/2009) A controvertida canção rendeu a seu cantor e autor, Giussepe Povia, o segundo lugar na 59ª edição do festival Sanremo, vencida por Marco Carta com a canção 'La forza mia'. (fonte: Efe, em Roma)


Igreja acolhe ex-gays que decidem voltar à homossexualidade

pastor Cristiano Valério

Heterossexuais são minoria nos cultos celebrados todos os domingos na ‘Comunidade Cristã Metropolitana’ (ICM), no bairro da Liberdade, região central de São Paulo, mas ninguém é discriminado. A igreja, que contempla a diversidade sexual, já promoveu até um casamento coletivo de casais de gays e lésbicas. Fundada há dois anos e meio, a ICM começou com reuniões entre cinco pessoas debaixo de uma árvore no Parque do Ibirapuera, na Zona Sul da capital paulista, e atualmente reúne 48 fiéis.

O pastor Cristiano Valério diz que entre esses fiéis há oito ‘ex-ex-gays’. Segundo ele, ‘ex-ex-gays’ são pessoas que chegaram a dar testemunho no púlpito de igrejas tradicionais, venderam DVDs contando que deixaram de ser homossexuais, mas que abraçaram a sua real sexualidade como dom de Deus e voltaram a se relacionar com pessoas do mesmo sexo. Valério critica comunidades tradicionais, onde, de acordo com ele, grupos de terapia se propõem a transformar o homossexual em heterossexual. Para ele, a idéia não funciona: a homossexualidade não é doença e não pode ser curada.

Psicólogo e teólogo, Valério, de 31 anos, afirma que ele mesmo é um dos ‘ex-ex-gays’. Egresso de uma igreja evangélica, ele rejeitou sua condição sexual até conhecer, em um site, a ‘teologia inclusiva’ que fundamenta a ICM, criada em 1968 nos Estados Unidos. A ICM diz estar presente hoje em 22 países. A entidade estimula trabalhos comunitários. Também participa ativamente dos movimentos em favor da igualdade de direitos para as minorias sexuais. A maioria dos freqüentadores da ICM é formada por profissionais liberais de nível técnico e universitário, com idade pouco acima dos 30 anos. Os cultos lembram uma missa convencional, a diferença é que são abertas para todos e todas. Não há confissão, porque todos são orientados a agirem livres de dogmas e de pecados. (fonte: G1)

temas relacionados:
o que é: gay, ex-gay e ex-ex-gay?



publicado por star às 09:21 | link do post | comentar

3 comentários:
De New a 22 de Fevereiro de 2009 às 14:40
Oiêee!
Linda, obrigada por 'roubar' minha joaninha, que mprá mim é macho. Ela não tem cara de tarada com emio cérebro? rsrsrs... aff!!! Enfim...
Essa notícia que vc postou é um absurdo. O homosexualismo é algo naturalíssimo e não sei pq alguém tem que dar satisfação sobre isso (nem para os pais). Quem saí por aí explicando pq é hétero? idiotice.
O que se faz dentro de quatro paredes NÃO é da conta de ninguém; isso não diminui a pessoa em nada; o ser humano é o que é e pronto. O Drauzio Varela já disse uma vez num artigo, mais ou menos isso: 'se é homosexual e pronto'.
Juro que 'num entendo', será qu eé pq 'estou loira'? rsrsrs...
As pessoas deveriam se preocupar com outras coisas: coma fome, a aids etc.
Que coisa irritante, não é, não?

Virei aqui sempre que puder e espero vc lá em casa também, ok?

Beijocas doces e bom carnaval.


De Marcia Paula a 22 de Fevereiro de 2009 às 17:58
Querida,gostaria que você falasse sobre Lorraine Inzalaco,uma pintora lésbica.Grata.Beijinhos.


De Fabíola a 23 de Fevereiro de 2009 às 16:51
É tão ruim ver que ainda existem pessoas atormentadas com algo tão natural quanto a orientação sexual, tenho vontade de conhecer uma congregação assim,já que fui criada em um lar católico e tenho tendências fortes ao catolicismo,só não posso me considerar católica pq não aprovo uma igreja construida em dogmas,queria q uma igreja assim chegasse aqui a minha cidade,com certeza iria conhecer.
Abraços!


Comentar post

19 de agosto

posts recentes

prince: ícone gay no pass...

recuperado está

o que é: homofobia interi...

j. edgar hoover e clyde t...

trevor project e daniel r...

arquivos

Agosto 2010

Novembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

tags

* cronologia do movimento gay

* retrospectiva 2007

* retrospectiva 2008

a homossexualidade no decorrer da histór

citando

colírio

definindo

depoimentos

direitos e leis

divulgando datas

divulgando eventos

divulgando organizações e ongs

ela e ela

fatos e fotos

feministas

filme e pipoca

homossexuais célebres

livro e abajur

música e sexualidade

musicando estrelas

o que é

poetando

quadrinhos e revistas gays

sombra e luz

sussurros...

vídeos e comerciais

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds