Quarta-feira, 1 de Agosto de 2007
Autor: Humberto Rodrigues
Editora: Mythos</span>
</span>
A idéia de escrever um livro sobre a homossexualidade surgiu numa conversa informal. Durante três anos, Humberto Rodrigues pesquisou tudo o quanto pôde a respeito do assunto. O livro foi escrito não apenas para os mais de 24 milhões de gays que vivem no Brasil. Seu conteúdo interessa também àqueles que apreciam história, religião, leis, biografias de pessoas que fizeram diferença na história do mundo, natureza e, principalmente, àquelas pessoas que abominam o preconceito. Sempre são bem-vindos os lançamentos que tratam da história da homossexualidade de maneira séria. Com responsabilidade e sensibilidade, o jornalista Humberto Rodrigues registra a homossexualidade como um fenômeno biológico (sim, porque até os animais a praticam) e social, exercida desde os hominídeos até o homo sapiens do século XXI por cidadãos da plebe, da alta classe, do clero (inclusive papas), etc...O trabalho do jornalista não traz nenhuma novidade, apesar da parca mas boa bibliografia existente. Seu mérito, no entanto, é compilar breves dados históricos em uma linguagem acessível à grande maioria e apresentar sua espontânea opinião sobre os fenômenos que cercam à homossexualidade, como o preconceito, a perseguição, a intolerância, etc...Com emoção, comoção e exacerbação, o livro defende os excluídos e mostra a luta dos homossexuais contra dogmas e preconceitos, demonstrando que o homem, quando consegue se desenvolver livremente torna-se afável e tem doçura no caráter e seu potencial é ilimitado; quando oprimido, é perverso, e pior ainda quando discriminado. O sexo fascina o ser humano e é cercado de tantos mistérios que, através dos tempos, as pessoas criaram mitos e crenças errôneas sobre o assunto, oprimindo e discriminando os homossexuais, fazendo elogio à ignorância. O livro ainda oferece dados biográficos - com ilustrações - dos homossexuais mais famosos de toda a história, tais como Leonardo da Vinci, Shakespeare, Tchaikovsky e outros, para comprovar que, independentemente de sua orientação sexual, o ser humano pode ser um rei, um astro, um artista, um gênio e até o mais comum dos mortais, e jamais poderemos discriminá-lo, pois nunca saberemos os desígnios de cada destino. O livro tem falhas, mas seus méritos são maiores e esse trabalho deve ser conhecido por todos, principalmente por aqueles que acreditam que existe “opção” sexual, anormalidade e pecado, quando o assunto é homossexualidade. Serve, porém, como obra de referência – básica, digamos – para quem quer se iniciar.


publicado por star às 14:11 | link do post | comentar

19 de agosto

posts recentes

prince: ícone gay no pass...

recuperado está

o que é: homofobia interi...

j. edgar hoover e clyde t...

trevor project e daniel r...

arquivos

Agosto 2010

Novembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

tags

* cronologia do movimento gay

* retrospectiva 2007

* retrospectiva 2008

a homossexualidade no decorrer da histór

citando

colírio

definindo

depoimentos

direitos e leis

divulgando datas

divulgando eventos

divulgando organizações e ongs

ela e ela

fatos e fotos

feministas

filme e pipoca

homossexuais célebres

livro e abajur

música e sexualidade

musicando estrelas

o que é

poetando

quadrinhos e revistas gays

sombra e luz

sussurros...

vídeos e comerciais

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds