Quarta-feira, 19 de Agosto de 2009

'o preconceito contra o homossexual espelha a incapacidade de lidar com a própria miséria afetiva, é uma forma de amenizar a própria insatisfação.' (antonio carlos a. de araújo - psicólogo)

homofobia interiorizada

A palavra homofobia é um neologismo inventado em 1971 pelo psicólogo George Weinberg. Significa a discriminação, não aceitação ou aversão a homossexuais. A homofobia está relacionada a papéis sexuais e de gênero rígidos impostos pela sociedade, que impede a expressão individual e criativa dos indivíduos e se configura como a principal causa de violência, exclusão social, perda de oportunidades e discriminação contra os homossexuais. O homofóbico se caracteriza pelo seu desprezo e ódio para com os homossexuais. Sentem repulsa frente à possibilidade de um indivíduo manter relacionamento emocional, afetivo ou sexual com uma pessoa de seu mesmo sexo.

A homofobia pode ser entendida como uma doença psicosocial. Vários são os fatores que interagem em suas bases, entre eles a cultura machista, aspectos religiosos, familiares etc. Esta patologia social tem criado um espaço de invisibilidade dos direitos humanos já que os homofóbicos identificam os homossexuais como indivíduos anormais, perigosos, pecadores e enfermos. Vários processos podem operar na base da conduta agressiva do homofóbico, entre eles: o medo a diversidade e a pluralidade da vida, medo de ser identificado como homossexual e, portanto, encarar a dificuldade de ir contra as normas estabelecidas pela sociedade.

A homofobia como patologia social está presente em todos os níveis socioeconômicos. Por mais difícil que seja admitir, todos somos preconceituosos com algo ou alguém, mesmo entre nós homossexuais existem diferenças e discriminações.

Homofobia interiorizada ou homofobia internalizada é a não aceitação da orientação sexual perante os outros e para si mesmo. É a repulsa da própria homossexualidade e de todo tipo de manifestação gay e as comunidades ou ONGs que os defendem. Esta situação pode levar o indivíduo a buscar modos para re-orientar sua sexualidade e realizar atos homofóbicos como um modo de defender-se de seus próprios desejos, idéias e sentimentos como tentativas de passar por heterossexual, como casar, por vezes, com alguém do sexo oposto para ganhar aprovação social ou na esperança de ‘se curar’.



Clique no banner abaixo e apóie a aprovação do PLC 122/06. Em menos de 1 minuto, você assina o abaixo-assinado, envia seu voto para os 81 senadores e ainda indica a Campanha para seus amigos.

não homofobia


tags:

publicado por star às 20:14 | link do post | comentar

19 de agosto

posts recentes

prince: ícone gay no pass...

recuperado está

o que é: homofobia interi...

j. edgar hoover e clyde t...

trevor project e daniel r...

arquivos

Agosto 2010

Novembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

tags

* cronologia do movimento gay

* retrospectiva 2007

* retrospectiva 2008

a homossexualidade no decorrer da histór

citando

colírio

definindo

depoimentos

direitos e leis

divulgando datas

divulgando eventos

divulgando organizações e ongs

ela e ela

fatos e fotos

feministas

filme e pipoca

homossexuais célebres

livro e abajur

música e sexualidade

musicando estrelas

o que é

poetando

quadrinhos e revistas gays

sombra e luz

sussurros...

vídeos e comerciais

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds