Domingo, 13 de Julho de 2008

A editora americana ‘Triangle’, especializada em literatura gay, pediu a um grupo de intelectuais e autores uma lista das cem melhores obras no gênero, e mesmo com a maioria sendo de americanos, obteve uma lista notável: começando com ‘Morte em Veneza’, de Thomas Mann, passando por ‘Em Busca do Tempo Perdido’, de Marcel Proust, e chegando a ‘O Beijo da Mulher-Aranha’, do argentino Manuel Puig.

A homossexualidade é reconhecida há milênios, mencionada em textos da antigüidade clássica; mas, apesar da tolerância grega em relação a ela, de maneira geral tratava-se de transgressão e dificilmente poderia ser abordada em texto, a não ser de forma camuflada, como acontece em sonetos de Shakespeare.

‘To get out of the closet’, sair do armário, é uma expressão muito usada para designar a atitude de homossexuais que assumem sua orientação. Esse processo, porém, nunca foi fácil. A literatura explicitamente gay é, portanto, relativamente recente, se impôs somente nas últimas três décadas e permitiu que muitos abordassem o tema na ficção, na poesia, no ensaio.

Os autores atuais dão prosseguimento à obra daqueles que, homossexuais ou não, falaram corajosamente do 'amor que não ousa dizer seu nome' definição de Oscar Wilde, sobre a homossexualidade, como forma de mais perfeita afeição e amor.

Autores importantíssimos são citados: veja a lista aqui. E a essa relação ainda podemos acrescentar os nomes de Lord Byron, Walt Whitman, Allen Ginsberg, García Lorca, Oscar Wilde, Arthur Rimbaud e Tennessee Williams. No Brasil são listados, entre os escritores homossexuais, João do Rio, Pedro Nava, Caio Fernando Abreu, Walmyr Ayala e muitos outros.

Há pelo menos um clássico de nossa literatura que aborda o tema da homossexualidade: ‘Bom Crioulo’ (1895), de Adolfo Caminha, escritor que faleceu muito jovem, e autor de uma sombria obra, na qual o romance mencionado não constitui exceção. Dentro do espírito da época, é um texto naturalista que narra a ligação entre o negro Amaro, escravo fugido que se torna marinheiro, e o grumete Aleixo, que trabalha na mesma embarcação. O livro é, portanto, duplamente “transgressor”: amor entre homens, amor entre um negro e um branco. Amaro, que tem 30 anos, domina Aleixo, que, com seus 15 anos, ainda é quase um menino. O autor introduz ainda uma prostituta, Carolina, que, seduzindo Aleixo, cria um inusitado triângulo amoroso, que termina em tragédia quando Amaro mata Aleixo e é preso. Publicado no Reino Unido, na Alemanha, na França, no México, em Portugal, o livro teve grande repercussão.




publicado por star às 00:05 | link do post | comentar

2 comentários:
De Luiz Lailo a 13 de Julho de 2008 às 13:02
Parabéns pelos seus dois aniversários. Eu comecei um pouco antes, no final de março mas só no final de abril, quando me cadastrei no BlogBlogs é que o Lugar começou a andar e falar, antes a criança só engatinhava.
Aproveitei também para olhar as outras criaturas. O Seu Lalo durou de nov 2005 até nov 2006.

Estive vendo que o Fazendo Estrelas está com uma boa audiência (a gente quer sempre mais) mas é uma pena que, por mais que você publique histórias bonitas que, além de abordar o tema homossexual, contemplam também aspectos da vivência humana, apesar disso o povo se mantém silencioso e não sai do armário nem pra dar uma comentada.


De Tamara Mayfair a 14 de Julho de 2008 às 03:03
Já está mais do que na hora da literatura homossexual ganhar seu espaço e nada melhor do que uma boa divulgação para tal.
Afinal, direcionada ao público que for, literatura é sempre maravilhosamente esclarecedora.


Comentar post

19 de agosto

posts recentes

prince: ícone gay no pass...

recuperado está

o que é: homofobia interi...

j. edgar hoover e clyde t...

trevor project e daniel r...

arquivos

Agosto 2010

Novembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

tags

* cronologia do movimento gay

* retrospectiva 2007

* retrospectiva 2008

a homossexualidade no decorrer da histór

citando

colírio

definindo

depoimentos

direitos e leis

divulgando datas

divulgando eventos

divulgando organizações e ongs

ela e ela

fatos e fotos

feministas

filme e pipoca

homossexuais célebres

livro e abajur

música e sexualidade

musicando estrelas

o que é

poetando

quadrinhos e revistas gays

sombra e luz

sussurros...

vídeos e comerciais

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds