Sábado, 27 de Outubro de 2007
O poder de fogo da minoria homossexual chegou na politica, nas religiões e nas empresas.

Na última corrida para a Casa Branca, o candidato republicano George W. Bush e o rival democrata Al Gore se atropelaram em acenos ao eleitorado homossexual. Na Inglaterra, onde três homossexuais integram o gabinete do primeiro-ministro Tony Blair, se propagou a bandeira do novo milênio: Qualidade Gay.

No Congresso Nacional Brasileiro, um grupo de alunos parou em frente a um cartaz perto do Salão Nobre. Um deles leu e disse em voz alta: - União Civil entre homossexuais já!? Que porra é essa? E saíram indignados com o que leram. Assim como esse grupo de alunos muitos deputados e senadores não têm consciência da forte discriminação e falta de proteção aos direitos dos homossexuais. Para que essa cena nunca mais se repetisse, foi lançado, no dia 08/10/2003 a 'Frente Parlamentar pela Livre Expressão Sexual' onde parlamentares trabalham com o propósito de executar ações que combatam a homofobia e articular apresentações e aprovações de propostas legislativas de nosso interesse. Nesta data eram 15 parlamentares. No dia 21/03/2007 foi lançada a 'Frente Parlamentar pela cidadania GLBT', uma versão atualizada da extinta 'Frente Parlamentar Mista pela Livre Expressão Sexual', que contava com 200 parlamentares.

As igrejas também entraram na mira dos supostos 'pecadores'. Entre católicos e metodistas, denunciou-se nos EUA o afastamento de padres e pastores que ousaram celebrar uniões homossexuais. Em compensação, criou-se a ‘Mesa-Redonda da Liderança Nacional Religiosa’, organização que reúne dissidentes de diversos credos para defender os direitos de gays e lésbicas.

A cada dia cresce o número de empresas que estendem benefícios previdenciários e trabalhistas a seus funcionários gays e lésbicas. Empresas como American Express, Walt Disney, Microsoft, South African Airways, Air Canada, Lucent Technologies Inc., Xerox, IBM, Hewlett-Packard, Apple, Citigroup, Banco do Brasil, Absolut, HBO, entre outras, rompem a portaria de suas sedes e demonstram que o apoio à diversidade não deve se restringir a seus funcionários somente, mas sim a sociedade na qual eles vivem. Esse apoio é transformado em patrocínio a eventos voltados a comunidade GLS. O Banco do Brasil, a Petrobrás e a Prefeitura de São Paulo apóiam o principal evento do país, o Festival Mix Brasil de Diversidade Sexual.

Empresas assumem a existência dos 'diferentes' no mercado de trabalho americano. Multinacionais de peso, como a Johnson & Johnson, General Motors, e a IBM, desenham 'políticas afirmativas' para evitar discriminação e investem em campanhas publicitárias. A cerveja ‘Bud Light’, por exemplo, fatura com o slogan 'Seja Você Mesmo', acoplado à imagem de um casal gay e outro de lésbicas. No último aniversário da revista ‘Marie Claire’ quem ganhou um presentão fomos nós, homossexuais. Duas páginas rosas, com três fotos de três casais em coluna, uma moça e um rapaz formando um casal heterossexual, duas belas moças formando um par lésbico, e dois rapazes formando um casal gay, e do lado de cada casal a palavra casamento. Na página seguinte o logotipo e o slogan da revista 'Marie Claire – Chique é ser inteligente' assim como o tema da campanha 'A vida não tem regras. Siga as suas'. E a campanha foi bem aceita, as leitoras gostaram.

Apesar de na televisão brasileiras serem poucas as propagandas destinadas a homossexuais ou que tratam gays de forma positiva, o 'You Tube' oferece um arquivo estupendo de vídeos de anúncios para homossexuais. Marcas famosas podem ser vistas em comerciais para o público GLBT. Muitas propagandas institucionais como campanhas contra o HIV e de organizações e paradas gays também chamam a atenção pela qualidade.

No Brasil temos o censurado comercial ’Respeitar as diferenças’ do Ministério da Saúde do Brasil, que foi considerado inadequado pelo CONAR, 'Conselho de Auto Regulamentação Publicitária'. Foi ao menos uma tentativa feliz, a mais feliz de todas por aqui. Com 'Johnnie Walker Red' os planos para o dia começam com um splash vermelho e com o casamento de duas mulheres. Para a cerveja ’Guiness’ , nem tudo em preto e branco faz sentido. A ’Subaru’ com um comercial chique e discreto mostra os símbolos de masculino e feminino formando dois pares homo. No comercial da ’Hyundai’ , esposa e marido se encontram no semáforo fechado, e entre eles existem muitos segredos não revelados...

A genialidade está presente em muitas peças, como no comercial da 'Juventude GLBT de Israel' , onde uma menina e um menino mostram que os jovens podem muito e que arrumar o armário nunca foi tão divertido. Para o 'Governo da Suécia' , não é preciso ter medo. Mas o mais belo de todos é, sem dúvida, a animação de três minutos do governo francês para combater o HIV, 'Live longer' , viva o suficiente para encontrar o seu grande amor, use camisinha.

A 'International Gay and Lesbian Association' (ILGA) quis fazer um filme contra a homofobia. Um poderoso e verdadeiro. Quando procuraram atores para sentarem-se na cadeira, héteros e homossexuais se recusaram em participar. É uma pena. Mas isso realmente mostra que é preciso ter coragem para ser homossexual nos dias de hoje, e agüentar xingamentos como sapatão, bicha, todos os dias. Oito países consideram homossexualidade crime. Nove condenam homossexuais a morte.



publicado por star às 05:25 | link do post | comentar

19 de agosto

posts recentes

prince: ícone gay no pass...

recuperado está

o que é: homofobia interi...

j. edgar hoover e clyde t...

trevor project e daniel r...

arquivos

Agosto 2010

Novembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

tags

* cronologia do movimento gay

* retrospectiva 2007

* retrospectiva 2008

a homossexualidade no decorrer da histór

citando

colírio

definindo

depoimentos

direitos e leis

divulgando datas

divulgando eventos

divulgando organizações e ongs

ela e ela

fatos e fotos

feministas

filme e pipoca

homossexuais célebres

livro e abajur

música e sexualidade

musicando estrelas

o que é

poetando

quadrinhos e revistas gays

sombra e luz

sussurros...

vídeos e comerciais

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds