Terça-feira, 8 de Janeiro de 2008

A popstar Cher e sua filha Chastity, lésbica assumida, negociam com uma emissora americana a produção de um reality show gay. O que se pretende com o programa "Coming Out With Cher and Chas" (Saindo do Armário com Cher e Chas) é ajudar gays e lésbicas a se assumirem.

Cher, que agora pretende com o programa incentivar gays a se assumirem, não reagiu bem ao saber da homossexualidade da filha. Rumores afirmam que estrela expulsou Chasty do apartamento que moravam, em Nova York, ao receber a notícia.

Cher que vivia o ‘flower power’ das décadas de 60 e 70, quando deu à luz a Chastity Bono, uma menina angelical de cabelos louros e jeito sossegado, filha com o cantor Sonny Bono, continuou na loucura, até que levou um choque quando a filha declarou-se lésbica, já na adolescência. Cher não aceitou à lesbiandade da filha, Sonny já sabia antes de Chastity lhe contar.

Chastity cresceu, se engajou em campanhas militantes do movimento lésbico americano, e Cher acabou aceitando o fato. Não sem antes se martirizar pela sexualidade de Chastity. A cantora se culpava por ter uma filha homossexual.

Em 1994 Cher ajudou a impedir a tentativa de suicídio de Chastity que se voltou para a bebida e as drogas, após a morte de sua namorada Joan Stephens, de doença de Hodgkins, um tipo de câncer. Quando Cher soube, através de um amigo, que sua filha estava à beira do suicídio, resolveu ajudar, convencendo Chastity a voltar para casa por um período e sendo extremamente carinhosa com ela. Ao voltar para casa, Chastity passou dias chorando incontrolavelmente na cama. Cher a convenceu a ver um terapeuta e se iniciou então um longo período de recuperação. Em 1995, se sentindo mais forte, Chastity se assumiu como lésbica e desde então tem trabalhado na mídia GLS americana.

Chastity escreveu dois livros parcialmente autobiográficos: o primeiro, ‘Family Outing: A Guide to the Coming Out Process for Gays, Lesbians, and Their Families’, que é sobre como ela e outros amigos assumiram a homossexualidade perante a família, e o percurso que atravessaram a partir daí. No segundo, ‘The End of Innocence’, fala da ‘saída do armário’, da carreira, e da morte da sua companheira, Joan, vítima de linfoma.

Hoje Cher é um dos maiores ídolos do público gay. E sua filha, uma grande figura para as lésbicas.



publicado por star às 23:23 | link do post | comentar

19 de agosto

posts recentes

prince: ícone gay no pass...

recuperado está

o que é: homofobia interi...

j. edgar hoover e clyde t...

trevor project e daniel r...

arquivos

Agosto 2010

Novembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

tags

* cronologia do movimento gay

* retrospectiva 2007

* retrospectiva 2008

a homossexualidade no decorrer da histór

citando

colírio

definindo

depoimentos

direitos e leis

divulgando datas

divulgando eventos

divulgando organizações e ongs

ela e ela

fatos e fotos

feministas

filme e pipoca

homossexuais célebres

livro e abajur

música e sexualidade

musicando estrelas

o que é

poetando

quadrinhos e revistas gays

sombra e luz

sussurros...

vídeos e comerciais

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds