Terça-feira, 23 de Outubro de 2007
23 de outubro: dia do aviador

O dia 26 de março de 2004 será histórico para a Força Aérea Brasileira e para as mulheres do Brasil. Às 11h de uma sexta-feira, realizaram vôos solos dois integrantes do 2º Esquadrão do Corpo de Cadetes da Academia da Força Aérea (AFA), denominado Esquadrão Therion. Um deles foi o do cadete Ydehara, primeiro colocado da turma, e o outro foi o da cadete Fernanda Görtz, a primeira mulher brasileira a voar sozinha em uma aeronave militar da FAB, o T-25 Universal. Logo após o pouso, para surpresa da cadete Fernanda, os controladores de tráfego aéreo lhe transmitiram a seguinte mensagem:

“Cadete Fernanda Görtz, Léo uno/dois - Em nome dos Controladores de Vôo da Academia da Força Aérea, parabenizo a primeira cadete a voar solo em aeronave militar de instrução desta Academia, fato histórico na Força Aérea Brasileira e marco destinado às páginas gloriosas de sua carreira. Sucessos Léo uno/dois.”

Ao estacionar o avião, a cadete foi inicialmente recepcionada pelo comandante da AFA, o Brigadeiro-do-ar Marco Aurélio Gonçalves Mendes, e por todo o Corpo de Cadetes. Após cumprimentar os presentes, cumpriu as tradições inerentes ao primeiro passo na carreira de piloto militar: o banho comemorativo ao vôo solo.

Depois de um curso de quatro anos, em dezembro de 2006, a Aeronáutica formou as primeiras aviadoras do país (foto) que poderão efetivamente enfrentar situações de combate. São onze pilotos com habilitação para voar caças, helicópteros e aviões de transporte e com condição de alcançar a mais alta patente da Força, tenente-brigadeiro, posto que é ocupado apenas por aviadores. Três delas serão treinadas para pilotar caças e, em um ano, estarão aptas a voar em Mirages. A Academia da Força Aérea, que forma oficiais, aboliu a exclusividade masculina há exatos dez anos. Resultado: em 2002, já havia mais mulheres que homens em um dos cursos da academia, o de intendência. Por causa dessa política de abertura, a Aeronáutica é a arma com a maior proporção de mulheres. Elas formam 6% do contingente.



publicado por star às 20:16 | link do post | comentar

1 comentário:
De LUA e SOL a 23 de Outubro de 2007 às 21:07
é lendo artigos assim q tenho mais ORGULHO de ser mulher, mesmo num país ainda dominado por homens, q mal conseguem valorizar as mulheres poderosas q algum dia esteve na sua VIDA..
Parabens a essas mulheres corajosas e a nós q estamos assumindo nosso verdadeiro EU.
Beijos
Lua


Comentar post

19 de agosto

posts recentes

prince: ícone gay no pass...

recuperado está

o que é: homofobia interi...

j. edgar hoover e clyde t...

trevor project e daniel r...

arquivos

Agosto 2010

Novembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

tags

* cronologia do movimento gay

* retrospectiva 2007

* retrospectiva 2008

a homossexualidade no decorrer da histór

citando

colírio

definindo

depoimentos

direitos e leis

divulgando datas

divulgando eventos

divulgando organizações e ongs

ela e ela

fatos e fotos

feministas

filme e pipoca

homossexuais célebres

livro e abajur

música e sexualidade

musicando estrelas

o que é

poetando

quadrinhos e revistas gays

sombra e luz

sussurros...

vídeos e comerciais

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds